Ouro Coloidal Spray
  • Ouro Coloidal Spray

Ouro Coloidal Spray

Sku: 5E1B64D94D825

Categoria: Coloidais

Marca: Florais da Mantiqueira

Quantidade Disponivel: 998 un

Lançamento

Por R$ 49,00

à vista R$ 48,02 economize 2% no Boleto Bancário

Frete e Prazo

Simule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região:

Descrição do Produto

Traga a energia do ouro e do sol para a sua vida

Informações do Produto

OURO COLOIDAL SPRAY - 200 ml

Contém 200 ml de ouro coloidal PURÍSSIMO em frasco de vidro âmbar.
Incolor | Sem sabor

 

Sugestão de uso:

Para uso externo e interno.

Borrifar na pele 3 x dia

Borrifar no rosto 3 x dia

Uso humano e animal

...................................................

Não guarde em geladeira.

Não expor ao sol
....................................................
Em que o Ouro  Coloidal ajuda:
O ouro coloidal spray é o mesmo produto que o frasco não spray, contudo é mais fácil para aplicar externamente.

Pode também ser aplicado em casos de:
Dores, especialmente as causadas por atrites, atroses, reumatismos, má circulação
Inflamações (poderoso anti-inflamatório)
Inchaços de juntas
Queimaduras
Tendinites
L.E.R. (lesões por esforço repetitivo)
Suor excessivo
Flash (calorões repentinos)
Menopausa (climatérium)
Mau humor
Ansiedade
Nota: os efeitos e benefícios certamente variam de pessoa para pessoa, tendo em vista estruturas biotípicas e metabolismos específicos. Há pessoas que começam a sentir alguns efeitos como eliminação de dores e melhora no humor já em poucos dias. Melhoras de desempenho mental podem ser detectadas em algumas semanas. O tratamento com ouro coloidal é longo. Necessita ser administrado por vários meses.

TRAZ O PODER DA ENERGIA DO OURO/SOL para o nosso corpo. 

O ouro coloidal pode ser classificado como suplemento nutricional mineral, sem contra-indicações.

NÃO É MEDICAMENTO E NÃO CURA DOENÇAS.
Não recomendamos suspensão de tratamento médico.
....................................................................................
OURO - símbolo de riqueza, de durabilidade, de perenidade e de nobreza ao longo dos milênios. Ainda hoje é usado como valor de reserva, pois é conversível em qualquer país, em qualquer lugar do mundo. São inúmeras suas aplicações, desde a confecção de jóias, utensílios domésticos, diversos objetos até peças para a eletrônica.
Mas, além do seu valor material, o nobre metal possui características medicinais. Já foi muito usado pelos antigos para tratar doenças. É usado ainda para cessar dor de artrite, por meio de injeções de sais de ouro.
Também está sendo usado para aliviar o vício do álcool e drogas.
Diversos povos com cultura milenar, como os chineses, consideram o ouro pelo seu valor terapêutico. Padres ingeriam alimentos e líquidos em recipientes de ouro, o que poderia supor que este fato os levaria a ser as maiores cabeças pensantes na Idade Média. Aliás, nobres praticavam sua alimentação dessa forma também.
A Humanidade desenvolveu muitas saídas para os seus problemas de forma instintiva, surgindo o c conceito empirista do desenvolvimento científico, ou seja, aplicação intuitiva de soluções e, sobre erros e acertos construiu-se o processo evolutivo. Atualmente, a ciência possui muito mais recursos para compreender alguns dos fatos que foram intrigantes no passado.
O uso do ouro tem descrições, como até mesmo na Bíblia, de uso como elemento voltado para o combate à ansiedade e impaciência. Na Idade Média, o ouro era usado por suas propriedades restaurativas na saúde. A alquimia - a química de medicamentos baseada na escola iatroquímica, fundada por Paracelsius, precursora da farmacologia moderna, tinha em seu bojo, desenvolvimento de medicamentos minerais metálicos, incluindo o ouro, com curas excepcionais, segundo relatos históricos.
Logo, a alquimia alastrou-se pelo mundo da época, passando pela Arábia, Índia, e China, onde, até hoje, o ouro é usado da mesma forma. Aliás, os camponeses cozinham arroz com uma moeda de ouro, com a finalidade de restabelecer o teor de ouro de seus corpos.
A partir do início do século passado, médicos europeus experimentaram implantar um pedaço de ouro sob a pele de um paciente com problemas de articulação no joelho. Os resultados com relação à diminuição das dores foram muito animadores, e, em alguns casos, ocorreu a cessação total das dores.
Desde 1885, nos Estados Unidos, percebeu-se também, que o ouro propiciou melhorias no coração e na circulação. Além disso, foi usado para a cura de dipsomania - desejo ingovernável para ingestão de bebida alcoólica.
Há relatos de usos considerados tradicionais para tratamento de úlceras de pele, queimaduras, certas operações de terminal de nervos e vários tipos de perfurações. Problemas com coordenação glandular e nervosa, também têm sido tratados com o uso de ouro, pois este ajuda a rejuvenescê-las. O climatério, portanto, pode ser minimizado ou mesmo eliminado, quanto aos seus sintomas de flash com calor, além de problemas com suor ou frio exagerados ou despropositados.
Ao se usar ouro na forma de colóides, em associação com a prata, disposta da mesma forma, obtém-se um segundo sistema imunológico, evitando desgaste do corpo no combate de doenças e invasores, promovendo maior vitalidade e longevidade.
Em 1965 a 19a edição do livro (best seller) intitulado Matéria Médica, dos autores Dr. Nilo Cairo e Dr. A. Brinckmann, listou o ouro como o número 1 na cura contra obesidade.
Em 1935 de julho, foi publicado um artigo no periódico médico Clinic, Medicine & Surgery, intitulado "Ouro coloidal em Câncer Inoperável" de autoria do Dr. Edward H. Ochsner, M.D, B.S, F.A.C.S, cirurgião consultor do Hospital de Augustana, Chicago, EUA. Sua declaração: " quando a condição é desesperada, o Ouro Coloidal prolonga a vida e faz a vida muito mais suportável, tanto para o paciente quanto para as pessoas que lidam com eles, porque encurta o período de cachexia terminal (desperdício físico geral e desnutrição normalmente associados com doença crônica) e grandemente reduz a dor e o desconforto e a necessidade de opiáceos (narcóticos) em uma maioria de instâncias".

MAIS INFORMAÇÕES
O ouro coloidal é obtido eletricamente da mesma forma como a prata coloidal tendo as mesmas características físicas. Sua propriedade como colóide permite penetração em tecidos impermeáveis e apresenta-se como não-tóxico, ao contrário dos sais de ouro (ainda utilizados, por desconhecimento da existência da técnica coloidal).

Sua administração não provoca, portanto, efeitos colaterais notados com a administração de sais de ouro, tais como, erupções cutâneas e diarréias constantes. Não é o caso do ouro na forma de colóides.
Outro fato da ionização (carga elétrica positiva na qual se apresenta o colóide gerado eletricamente) é a sua estabilidade por até um ano, armazenado em condições igualmente estáveis de meio ambiente.

 

IMPORTANTE: 
As características aqui discriminadas são do ouro coloidal que produzimos há mais de 10 anos. Se você acredita que este produto precisa ter outras especificações, colorações ou sabores, pedimos que não adquira o nosso produto, adquira de quem divulga essas outras informações. Simples assim. 

Avaliação dos Clientes
  • Nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro!